51.3750.1122

Integração marca encontro do Projeto Ciranda da Música instrumental de Vale do Sol


Publicado em 30/11/2018 Gabinete do Prefeito Educação e Cultura Fonte: Assessoria de Comunicação/Priscila Oliveira


Muita alegria, música e integração. Assim foi a manhã do dia 28 de novembro, em Formosa, quando foi realizado o encontro dos alunos do Projeto Ciranda da Música Instrumental de Vale do Sol. O prefeito em exercício, Normélio Reckers, professores, alunos e demais autoridades, estiveram reunidos na Escola Família Agrícola de Vale do Sol (Efasol) para prestigiar os participantes, que tocaram três músicas. Conforme o professor multi-instrumentista e responsável pelas aulas, Cristian Rodrigo Agnes, um dos objetivos foi integrar todos os alunos do projeto, já que muitos não se conheciam. “As aulas acontecem em quatro escolas do município, mas as músicas ensinadas aos participantes durante o ano foram as mesmas, que são: Jesus Cristo, Asa Branca, Luar do Sertão, América América e Arme um belo pinheirinho”, destacou. A manhã de integração também foi uma oportunidade para o grupo ensaiar as músicas que serão apresentadas no dia 9 de dezembro, a partir das 19h, durante a programação do Natal no Vale, em frente à Prefeitura de Vale do Sol.

Conheça o projeto - Com o objetivo de oferecer aulas de música instrumental que desenvolvam e incentivem a cultura da música, há cinco anos jovens estudantes têm a oportunidade de participar da Ciranda da Música Instrumental do Município. Atualmente, os encontros acontecem todas as semanas em três localidades do município: Alto Castelhano, na Emef Willibaldo Michel; Faxinal de Dentro, na EEEF Afonso Martin Rohlfes; e Formosa, na Emef São João Batista, além da Escola Família Agrícola de Vale do Sol (Efasol).

Segundo o professor, além de aprenderem a tocar instrumentos musicais como violão, viola, escaleta, flauta doce, bateria e acordeon, os estudantes beneficiados pelo projeto se envolvem em uma atividade que incentiva o desenvolvimento cultural do município e da região. “Esse contato com o instrumento também auxilia na concentração e coordenação motora dos alunos”, ressaltou Agnes. O projeto também disponibiliza os instrumentos para aqueles estudantes que não dispõem de equipamento.

O aluno da Escola Rohlfes, Pedro Artur Schroeder, de 12 anos, participa do projeto desde o ano passado. “Eu estou aprendendo a tocar bateria. É difícil, mas as aulas com o professor Cristian são muito legais e engraçadas, e com isso facilita”, comentou. Ele destacou que a maior dificuldade é quando o professor ensina um ritmo mais difícil, como por exemplo, a bandinha. “Eu fico tentando acertar o ritmo até conseguir. Hoje já sei tocar vários ritmos”, contou orgulhoso.

Saiba mais

A ideia da Ciranda da Música Instrumental de Vale do Sol surgiu em 2013 com a fundação da Associação Escola Família Agrícola de Vale do Sol (Aefasol). Com incentivo e coordenação do produtor cultural Ireno Finkler, o projeto iniciou as atividades formativas em 2014. Em seus três primeiros anos, a ação foi executada pela Aefasol e, a partir de 2017, passou a ser gestionada pela Associação Pró-Cultura de Vale do Sol. Atualmente, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) e a Prefeitura de Vale do Sol são executores das atividades formativas juntamente com a Associação Pró-Cultura. Para manter as atividades, atualmente, as despesas do projeto são pagas com recursos do Executivo Municipal.

PrefeituraValedoSol
PrefeituraValedoSol