51.3750.1122

Afetado pela estiagem, Vale do Sol decreta situação de emergência


Publicado em 09/01/2020 Gabinete do Prefeito Obras Transporte Serviços Essenciais e Trânsito Fonte: Assessoria de Comunicação/Priscila Oliveira


Vale do Sol enviou hoje, dia 8 de janeiro, a documentação à Defesa Civil informando que decreta situação de emergência devido à estiagem, motivada pelo tempo seco e a pouca chuva registrada desde o final de 2019 na região. A iniciativa visa facilitar a ação resposta do município. Ainda falta o reconhecimento da situação pelo Estado e a homologação, parte que costuma demorar mais no processo e que depende do governo Estadual e Federal.

O Prefeito, Maiquel Silva, assinou o Decreto na presença de autoridades municipais e do coordenador Regional da Defesa Civil, tenente-coronel Jorge Fernandes Menezes, que acompanhou o encaminhamento do processo. Silva enfatiza que esse Decreto serve como um alerta pela escassez de água, até para consumo humano, e pelos prejuízos ocasionados no setor agrícola. “Perante as dificuldades que o município enfrenta com a falta de chuva e com os prejuízos causados até o momento, esse Decreto vem a somar pela necessidade junto aos órgãos Estadual e Federal por uma resposta de auxílio”, ressalta. 

Na tarde de terça-feira, dia 7, o chefe do Executivo, autoridades, produtores, entidades do município, servidores e a equipe da Emater estiveram reunidos para fazer o levantamento dos prejuízos causados pela estiagem até o momento. De acordo com o laudo técnico de impactos climáticos no setor agropecuário da Emater, os valores dos prejuízos totalizam o montante de R$ 47.489.427,00, que são referentes às perdas de volumes de produção das principais culturas e criações do município. Já os custos das ações que já foram realizadas pelo Executivo em resposta à estiagem perfazem R$ 33.282,00, sendo que, os custos envolvem os gastos com caminhões pipa próprios e terceirizado, veículos e horas extras dos servidores.

PrefeituraValedoSol
PrefeituraValedoSol