51.3750.1122

Vale do Sol vai sediar a Abertura da Colheita de Tabaco no RS


Publicado 21/10/2021 11:35
Gabinete do Prefeito,Agricultura, Indústria e Comércio
Assessoria de Comunicação/Priscila Oliveira

Os anfitriões, cuja propriedade fica na localidade de Faxinal de Dentro, serão os produtores rurais Oladi e Marli Schroeder.


Vale do Sol irá sediar a Abertura Oficial da Colheita de Tabaco no Rio Grande do Sul, no dia 28 de outubro, data que coincide com a celebração do Dia do Produtor de Tabaco. A Abertura inicia às 14h e o evento será restrito para convidados, devido às restrições sanitárias da pandemia da Covid-19.

Os anfitriões, cuja propriedade fica na localidade de Faxinal de Dentro, serão os produtores rurais Oladi e Marli Schroeder. Com uma propriedade de 31 hectares, o casal planta 250 mil pés de tabaco da variedade Virgínia, soja, milho e cria gado de corte, além da agricultura de subsistência. Oladi e Marli são filhos de fumicultores e têm dois filhos, Dionas Gilberto e Inês Regina. O casal se orgulha dos resultados e da forma como a propriedade é vista, ao ponto de ser selecionada para a realização do evento estadual. “Ao longo dos anos fomos investindo na propriedade, buscando através da inovação resultados positivos”, comenta Oladi.

O prefeito em exercício de Vale do Sol, José Valtair dos Santos destaca a honra do município em sediar o evento. “O ato é importante, pois o retorno do tabaco para o município é bem expressivo e o setor contribui para a permanência das famílias no campo com uma boa fonte de renda para as propriedades, além de fomentar a geração de empregos”, destaca Santos.

A organização do evento é da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado, junto com a Afubra, SindiTabaco e Prefeitura de Vale do Sol.

VALE DO SOL – Na safra 2020/2021 foram 2.556 famílias que produziram, em 5.276,9 hectares, 12.372,5 toneladas de tabaco em Vale do Sol. O produtor recebeu, em média, R$ 10,28 por quilo de tabaco comercializado, totalizando um faturamento de R$ 127.189.300,00. Com cerca de 95% da população vivendo no meio rural, o tabaco é a mola propulsora do desenvolvimento no Município. O secretário municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, Alessandro Kappel, destaca que o fumo é uma cultura fundamental nos aspectos sociais e econômicos. "O tabaco continua sendo referência de qualidade de vida e de renda para a agricultura familiar e a qualidade do produto aqui da região segue sendo referência", avalia. 

ABERTURA OFICIAL – A Abertura da Colheita do Tabaco no Rio Grande do Sul integra o calendário de eventos do Estado. O primeiro evento foi realizado em 2017, em Venâncio Aires; o segundo, em 2018, em Canguçu; e o terceiro, 2019, em Arroio do Tigre. Devido à pandemia do Covid-19, em 2020, a Abertura foi cancelada.