51.3750.1122

Vale do Sol realiza levantamento para identificar possíveis criadouros do Aedes aegypti


Publicado em 07/04/2017 Saúde Meio Ambiente e Assistência Social Fonte: Assessoria de Comunicação/Priscila Oliveira

Objetivo é identificar a porcentagem de imóveis que apresentam criadouros de mosquito.


Decisão do Ministério da Saúde, publicada em janeiro deste ano no Diário Oficial da União, determina que, todos os municípios do país são obrigados a realizar um levantamento sobre a infestação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya.

Desde o dia 30 de março, uma equipe da Vigilância em Saúde, Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Combate a Endemias de Vale do Sol estão percorrendo alguns imóveis do Município para coleta de larvas. Está sendo realizado um levantamento, que tem como objetivo identificar a porcentagem de imóveis que apresentam criadouros de mosquito. Esses dados devem ser enviados para a 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, que depois serão repassados ao Ministério da Saúde para fazer apontamentos.

No dia 6 de abril, dois servidores da 13º Coordenadoria, José Vieira e Neidemar dos Santos, auxiliaram e orientaram os agentes do Município durante as visitas de coletas das larvas. “Esse levantamento é muito importante pois, é um trabalho de prevenção contra possíveis criadouros do mosquito. E viemos para auxiliar no que for necessário”, comentou Vieira.

Curso - Entre os dias 21 a 24 de março, ocorreu um curso de vigilância e controle do Aedes, para capacitar sobre o Levantamento de Índice Amostral (LIA). A capacitação foi ministrada pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVSC), onde participaram os servidores municipais Joel Halmenschlager e Vera Lúcia Melz.

 

PrefeituraValedoSol
PrefeituraValedoSol